top of page

EDITORA E REALIZADORA

CELIA_FREITAS_01_edited.jpg

QUEM SOU EU

Co-diretora, roteirista e editora do documentário “A Última Gravação” (2020), exibido no Festival do Rio 2019 e na mostra competitiva do Infinitto Film Festival 2020 – NY/Miami; co-diretora e editora da série documental “Guardiãs da Floresta” (2017); co-dirigiu e montou o curta experimental “Penélope”(2006), exibido em inúmeros festivais internacionais. Como videoartista autoral participou de exposições no Brasil e no exterior (Paço Imperial, Bienal do Mercosul, Inst. Tomie Ohtake, Europalia Belgica, Arco Madrid). Finalista do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, em 2020, pela montagem do documentário Torre das Donzelas (melhor doc Festival do Rio 2018) e em 2009 e pela montagem do documentário Condor (melhor doc Festival do Rio 2008). Como editora e coordenadora de edição, desenvolveu a linguagem editorial da serie “O Infiltrado” (2014), indicada ao Emmy International  Awards 2014. Co-editora das series documentais "Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez" (2022, HBOmax), melhor serie documental no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2023, "Coisa de Menino" (2022, HBOmax), "Liberdade de Gênero" (2016, GNT), entre várias outras.  Foi professora de teoria e prática da montagem na Escola de Cinema Darcy Ribeiro (2011) e ministra cursos e oficinas em teoria e prática de montagem e linguagens do cinema documentário. 

O QUE FAÇO

Memória é talvez uma das palavras mais bonitas da língua portuguesa e o cinema documental é também um agente de salvação da mesma, neste país que se deseja desmemoriado e esvaziado de cultura. O cinema é arte do encontro, um tipo de vida paralela, compartilhada em linguagens, em parcerias, em estórias que se tornam eternas.

Dentro da minha ilha de montagem, me conecto com horas de imagens e pensamentos brutos em busca de articulá-los como gritos criativos de luta e liberdade. Continuo a realizar gestos de cinema porque acredito que a arte não é um exercício de poder mas de escuta, de trocas e de afetos

Um breve autorretrato apropriado (2021), por Celia freitas
Watch Now

Um breve auto-retrato apropriado (2021, 3'30''), por Celia Freitas
(realizado durante a oficina Dramaturgia Documental, de Joel Pizzini, em 2021)

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

LONGAS

SERIES TV

VIDEOARTE

DIREÇÃO, ROTEIRO E EDIÇÃO

A Última Gravação (2020, dir. Celia Freitas e Isabel Cavalcanti), Premiere Brazil -  Festival do Rio 2019  

EDIÇÃO

Torre das Donzelas (2018, dir. Susanna Lira)

melhor doc.no Festival do Rio e na Mostra de SP 2018 (juri oficial)

Missão 115 (2018, dir. Sivlio Da-Rin)

Livre Pensar (2018, dir. José Mariani)

Legítima Defesa (2017, dir. Susanna Lira)

Meu Nome é Jacque (2016, dir. Angela Zoe)

Condor (2007, dir. Roberto Mader)

melhor documentário no Festival do Rio 2007 (juri oficial)  

EDIÇÃO

Coisa de Menino | HBO (2023, dir. Tatiana Issa e Guto Barra)

Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez | HBO (2022,dir. Tatiana Issa e Guto Barra)

João de Deus: Cura e Crime | Netflix (2021, dir. Tatiana Vilela e Mauricio Dias, edição adicional)

Liberdade de Genero | GNT-Globoplay (2016, dir. João Jardim)

Occupying Brazil | Al Jazeera (2015, dir. Daniel Rubio)

És Tu, Brasil | Tv Cultura (2004, dir. Murilo Salles)

COORDENAÇÃO DE EDIÇÃO | MONTAGEM FINAL

Guardiãs da Floresta | CineBrasil (2016, dir Betse de Paula)

co-direção, coordenadora de edição e montagem final da serie Sobre Rodas - América Latina | Turner (2016, dir Sergio Bloch)

coord. de edição e montagem final da serie

O Infiltrado | History Channel (2014, dir. Gideon Boulting)

indicado ao International Emmy Awards 2014

coord de edição da 1a temporada - editora de 3 episódios

Na Boca do Povo | TV Brasil (2013, dir. Sergio Bloch)

coord. de edição e montagem final da serie

CRIAÇÃO VIDEOGRÁFICA | EDIÇÃO

Irawo Bori (2023,  dir Lula Buarque de Holanda)

9x9 / MAR (2014, dir Jair de Souza, curadoria Leonel Kaz)

CRAB / Que Mestre é Esse? (curadoria Jair de Souza e Leonel Kaz)

Copacabana (2009, dir. Jair de Souza) exibida na Europalia Belgica

Museu do Futebol (2018/2008, dir Jair de Souza e Daniela Thomas)

Estereofonia | Daniel Senise (2007,  dir Murilo Salles) - serie RioArte

CRIAÇÃO AUTORAL | DIREÇÃO | EDIÇÃO

Topologia do Encontro (2007, videoinstalação, co-dir. Daisy Xavier) exibida na Arco Madrid, SPArte e Instituto Oi Futuro RJ

Passantes (2008, videoarte, co-dir. Daisy Xavier)

exibida no Inst.Tomie Ohtake SP

Nadando (2006, videoinstalação, co-dir. Daisy Xavier)

exibida na V Bienal do Mercosul, Paço Imperial e Inst. Tomie Ohtake Penélope (2005, videodança, co-dir. Helena Varvaki)

exibida no Manheim-Heidelberg FilmFestival 

FORMAÇÃO

FGV Cinema Documentário

UCLA Cinema-Edição-Fotografia

UFRJ/COPPE MSc. Computação Gráfica

UFRJ/IM. BSc. Matemática Aplicada

EAV / PARQUE LAGE Historia da Arte, Fotografia e Filosofia (cursos livres)

IDIOMAS

Português | Inglês | Espanhol

SOFTWARES

Adobe Premiere | Avid Media Composer | Final Cut X | Da Vinci Resolve | After Effects

bottom of page